Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008
mulheres e ferias

 

Estas ferias foram fabulosas!!

Amanhã recomeço o quotidiano, com uma nova posição profissional, não sei se melhor se pior mas há-de ser bom e diferente!!!

 

Comecei pelo Porto, conheci 3 mulheres fantásticas

cada uma com a sua personalidade, seus dons e seus desejos

 

 

Passei pela Romenia e respirei outros ares, enchi os olhos de neve e gelo

mas continuo com saudades de um Inverno com cara de Inverno

 

 

Terminei no Ribatejo

encontrei mais 4 mulheres fantásticas!!!

 

Trataram-me como uma rainha amiga intima

senti-me como que se nos conhecessemos de outras vidas

como se fosse um re-encontro em vez de um primeiro olhar

Os abraços foram sentidos e sinceros

os sorrisos abertos e felizes

 

Sentei-me no seu sofa, como se fosse o meu,

até sabia que não gosto de TV mas, tinham de me apresentar um bonzão portuga...

(eu já disse que se é importante ... hei-de saber!!! , mas não será o suficiente para aceitar uma antena!!!)

 

Adoro cada uma de vós!

 

 

Ok e os homens???

bem esses... por aí andarão, pode ser que pelo Carnaval, mesmo mascarado de bombeiro eu sinta que é um vampiro que me vai agradar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


sinto-me: honrada e feliz!


Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
Igualdade

 

 

 

"Há um verdadeiro equivoco e um profundo desconhecimento das leis que regem a evolução do ser humano quando algumas religiões pregam igualdade neste planeta.


Só conheço uma lei que pode ser aplicada na igualdade:
Possuímos, todos, o mesmo direito na busca de nossa LUZ.

  O direito ao livre-arbítrio.

Os outros caminhos, crenças e filosofias não passam de retórica e ilusão para enganar e embotar a visão do ser humano; me pague que eu te salvo...


Somos, agora, neste exato momento, a conseqüência de todas as nossas decisões tomadas anteriormente.

Se o presente não está adequado é porque erramos nas decisões tomadas no passado.

Não adianta responsabilizar terceiros por isso.

Não adianta pedir para DEUS ajudar se não houver uma mudança na forma de pensar e nas atitudes presentes e futuras.

Quando descobri, estudei e passei a aceitar que a primeira Lei do Universo é a de Causa e Efeito ou ainda, em outras palavras: Plantou, Colheu.

Comecei a policiar mais os meus sentimentos.

Zelei mais pelos meus julgamentos e entendi que eu sou a causa e também a conseqüência de minhas atitudes.


Eles, os sentimentos, na realidade criam as nossas desigualdades e sempre será assim neste planeta.

  Aqui é o berço da Humanidade e é onde iremos aprendero autocontrole e também a buscarmos o entendimento do que realmente é o amor incondicional.


Jamais, aqui na terra, seremos iguais.

  Basta levantarmos a cabeça e começarmos a analisar como vivem as pessoas em cada país.

Analisarmos como pensam e que atitude tem um humano num país desenvolvido contra os que vivem na Etiópia,
por exemplo. Qual a verdade para um Brasileiro e quais os valores para um Japonês?

Quais os destinos, depois de morto, para os que aceitam uma religião e os que professam outra crença?


Um vai para o céu e o outro para o inferno? ????

Isso é pura enganação...

Não há punição soberana.

Nós nos autopunimos.


Para efetivamente evoluirmos é preciso levantar a nossa cabeça e junto com ela a nossa mente, para efetivamente conhecermos novas realidades.


Aceitarmos, sem julgar e procurar culpados, que somos hoje o que decidimos ontem.


Há como ter igualdade aqui neste planeta? O que você acha?


Mas não é muito mais importante do que buscarmos a igualdade sabermos como conviver com as desigualdades?


Aqui mora o segredo de uma evolução plena, saudável e duradoura.
Esta é a grande verdade.

O que é correto para o outro pode ser incorreto para mim.

Estamos em estágios diferenciados de evolução.

Portanto não existe certo e errado.

Existe o momento e suas conseqüências.


Ta ruim? Mude a forma de pensar e agir.

  Não resolve ser crítico.

Existem pessoas que, apesar de sua lucidez e inteligência insistem em afirmar que o fígado faz mal ao álcool.


Sei que nos veremos.
Beijo na alma" 

 

 - "Igualdade :: Saul Brandalise Jr. ::

 

 

 

Com o editar do meu livro, cada vez mais pessoas me podem identificar e julgar

Sempre me assumi como sou, quem gosta de mim, gosta; quem não gosta, que não me chateie

 

Tenho paciência para muita coisa, sou muito tolerante com os outros mas, também tenho muito mau feitio e quando eu sinto que tenho de tomar uma atitude menos passiva, melhor que se escondam muito bem porque até o meu faro pode encontar-vos!

 

Não somos iguais, não temos o mesmo nível espiritual, nem social mas temos direito á diferênça!!!

 


 





Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008
uhmmmmmmm

 

 

Brinca comigo, vem ... brinca....

roça a tua barba no meu corpo

faz-me desesperar de desejo

 

 

deixa que sinta os teus dedos explorando minha pele

 

 

 

 

 

 

 porque raio o vampiro havia de aparecer no ultimo dia

 

já sei!!! para me recordar que afinal ir para um convento não é a minha vocação e que não sou miupe, afinal ha gajos que eu até sinto o cheiro ao longe

basta despertar e sair mais da toca e

andar por aí hehe

acho que vou caçar

 

*

*

*

 

mudei de ideias...

vou comer um bife a casa de meu pai

 

 

até logo

 

 

 


sinto-me: com fome


Domingo, 27 de Janeiro de 2008
encontro com o vampiro

 

 

Em todos os hoteis me deram free upgrade para suites, talvez uma vantagem de quem viaja no Inverno ou ando numa boa onda ....

Não voltei ao hotel onde passei a primeira noite porque queria ficar mais no centro da cidade

A ideia era chegar a Bucareste, descansar e no dia seguinte ir de comboio para o sul, não me interessava ficar na cidade mas, o avião para voltar era ás 6 da tarde o que me obrigaria a ficar todo um dia na cidade (regressar de Mamaia no mesmo dia era arriscado, por causa dos fortes nevões que eram prometidos pelo serviço metereologico), daí que escolhi um outro hotel mesmo no centro

 

O quarto era enorme mas sem banheira, o que me desiludiu e em vez de me demolhar nela, fui para a sala espreguiçar-me no sofa e.... ver televisão

 

Entre filmes mais ou menos antigos (eles também usam legendas) acabei por adormecer

 

A recepção organizara o transfer para o aeroporto ás 3 da tarde, tinha um montão de horas para visitar Bucuresti

 

Memorizei a rua do hotel e de mapa no bolso meti-me em ruelas e travessas, saltava as poças de gelo derretido, divertidissima enfiava as botas na neve, escorregava nos passeios gelados, tirava fotografias a tudo que me parecia interessante, entrava e saía de igrejas ortodoxas, caminhava numa cidade que tem 2 milhões de habitantes, com avenidas mais largas que a mais larga de Lisboa, recordava outras cidades, outros cheiros, embebia-me nos novos

 

Eram 2 horas e estava no parque a 500 metros do hotel, um jardim lindissimo com uma pista de gelo ainda encerrada que tinha deixado para ultimo local a visitar

 

Metia-me em posição para o melhor angulo de uma cascata congelada e vejo ao fundo da rua um andar felino, o cheiro a macho inundou-me a mente mas concentrei-me na cascata e no diafragma da maquina

 

Escutei algo a meu lado e ... era o dito cujo, ai ai que coisa mais boa!!

Escolhido a dedo: alto, lindos olhos azuis, cabelo rapado, mãos de dedos compridos, sorriso aberto e... uma barba que deveria arranhar o suficiente!!!

 

- Sorry I don't understand - digo-lhe em resposta ao que escutei

- " I'm a body guard" (mas eu ouvi: Me Tarzan, You Jane  - o sujeito tinha-me encantado)

- " Where do you work?" - perguntei-lhe mas a resposta foi mais uns sons que só entendi banco, mesmo para uma gaja que fala 5 linguas Romeno não era facil de entender Porca miseria falta menos de 1 hora para ir embora e agora é que o encontro!!! apetecia-me chorar ai se o tivesse conhecido uma semana antes .....

 

Então o dialogo era um pouco complicado, entre gargalhadas por não nos entendermos, gestos, olhares e palavras mais comuns lá entendi que o sujeito me convidava para um café Pois não me importava NADA de beber um café com ele (diga-se chá porque cafeína nâo faz parte dos meus gostos pessoais) mas o taxista já estaria a pôr a gravata para me levar ao aeroporto!!!

 

quando me deu a mão para me ajudar a evitar as poças de gelo e lama.. fiquei totalmente rendida ao seu toque, porca miséria

O sujeito falava também de um cinema, ora eu já tinha tirado fotos ao edificio do antigo cinema, depois falava num café no Metro Eu lá ia tentando que entendesse que não tinha tempo e que já tinha tirado fotos ao cinema

 

Dahhhh fez-se luz quando passamos por um outro cinema o sujeito queria que entrassemos Comecei logo a imaginar quanto tempo ele levaria a enfiar as mãos por baixo do kispo, das 3 camisolas de lã, a desapertar o fecho das calças e passar as calças de algodão, os collants e o body....... decididamente levaria mais tempo do que eu teria se quisesse voltar a casa!!! e rapidinhas não estavam nos meus planos

 

 

E é assim meninas, encontro um vampiro todo bonzão, comestivel, decidido e tive de o deixar no passeio de uma avenida no centro de Bucareste porque tinha um avião para apanhar Chorem comigo please

 

 

 


sinto-me:


Sábado, 26 de Janeiro de 2008
despedidas

 

 

Deixemo-nos de cinismo, não tenho como prioridade encontrar um gajo mas, não me importava de encontrar alguem que, minimamente me agradasse

Por vezes acho que sou demasiado exigente, ora será o discurso, ora os olhos, ora as mãos, ou o pikeno tem ou não tem a barba que me agrada Tenho sempre que encontrar alguma coisa que me desagrada, quando eu até gostava de encontrar tudo que me agradasse

Os tempos de caçadora já passaram, as tecnicas de caçar já não me seduzem, nem de fazer de presa me atrai (espero que seja só ressaca)

 

Estava de ferias, num País desconhecido em busca de mim mesma, de provar que ainda sou aventureira, que ainda sou capaz de fazer, de me ultrapassar Queria escutar o Mar Negro e saber se o seu idioma era diferente do Atlântico, se Neptuno me seguiria e me revelaria os seus misterios

 

Mas o Mar Negro é tão azul e cinzento como o Pacifico, mas é mais calmo, mais sedutor as suas ondas lambem devagarinho a praia com cadaveres de moluscos, o sangue salpica a areia e os passaros morrem de frio

 

Como se Neptuno me desse importância suficiente, enviou um jovem leão marinho a terra Saiu da agua como se fosse um gato molhado, os bigodes a brilharem, apoia-se nas suas patitas dianteiras me observando a menos de 50 metros

Fiquei tão estupefacta que nem me lembrei da Pentax, fiquei embriagada com os brilhos da pele negra, com o seu focinho curioso, com os olhinhos observadores

As criaturas marinhas vinham despedir-se de mim, já podia voltar á capital

 

 

 

praia de Mamaia, cascas de moluscos

 

 

 

Voltei de autocarro, um mini bus de 28 lugares, ar condicionado e com direito a uma smoking-break a meio da viagem, o mesmo preço que o comboio (11€), lá entendi que faltavam 20 minutos para a partida

 

A neve derretia em poças de lama, os passageiros escolhiam os seus lugares, os putos desgrenhados e sujos, estendiam as mãos para uma moedinha, lançavam-me injurias por os ignorar e não lhes dar "euros" A gaja da barraca vendeu-me agua com gas quando pensei que tivesse entendido que era sem gas, dei a garrafa aos putos (que a receberam com alegria disparatada) e entrei no autocarro, disposta a passar 2 horas sem fumar

Escolhi um lugar no fim do corredor, junto a uma janela onde podia acompanhar o pôr do sol, um minuto antes da partida entra um casal esbaforido

ao meu lado senta-se um senhor gordo, careca, transpirado e... ao seu colo um chihuahua pouco amistoso

 

De repente fui lançada para um avião, para voar para o meio da Amazonia, um avião sem ar condicionado, em que as galinhas eram transportadas dentro de cestos de palha mas, desta vez eu estava, na Europa, numa Europa em que os animais domesticos (ainda) não são obrigados a viajarem dentro de gaiolas e na bagajeira

 

O bicharoco até se portou bem, virou-me a cauda e só tinha olhos para a dona, no outro banco A dada altura que ele estava, visivelmente com sede, daí que mais irritado o dono, diz-me, com um sorriso de desculpa: "problemas, problemas" Eu sorri abertamente e mostrei-lhe a foto dos meus dois pastores alemães: "problemas seriam se fossem estes hehe"

ele entendeu e formou-se uma ligação de empatia, mostrou a foto á senhora e devolveu-a com um sorriso de compreensão

 

 

lá fora cada vez mais frio

 

 

 

 

 

p.s. aqui as fotos não parecem de grande qualidade, deixo-vos o link do album

 

 

 

 


sinto-me: viajando


Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008
os vampiros satelites

 

 

Entre demolhar no jacuzzi, nadar na piscina, passear na praia coberta de cascas de moluscos, que se desfaziam em pedacinhos, tornando-se parte da areia fina, tirar fotos a  gaivotas, melros, patos, ao lago congelado e tomando conhecimento com todos os cães da peninsula (e quem tem medo de cães, Romenia é para evitar, porque se em Portugal os há... por aqueles lados são mais que muitos e bastante territoriais), os dias iam passando

Não resisti em marcar uma massagem (15€  / 50 minutos) que me fez dormir 14 horas seguidas, nessa noite

 

 

 

jardim traseiro do hotel ainda com restos de neve e águas congeladas

 

 

 

Os primeiros dias estiveram tal e qual eu os queria:  frios, nuvens carregadas, promessa de neve o que me enchia de alegria, por poder usar o meu gorro e cachecol, os dois pares de luvas (enfiadas uma na outra), o meu pobre e protector kispo (comparado com as peles dos seus casacos, só deviam usar kispos turistas e crianças), beber cha quentinho a olhar para um mar calmo e carregado de segredos

 

 

 

vista da varanda do quarto

 

 

Haviam vampirinhos sim senhor mas, nada de interessante, daqueles que nem que prometessem o Santo Graal, valeria a pena ser mordida

Juntam-se em grupinhos, de gorros enfiados até ao pescoço, barbas com mais de 5 dias, já demasiado fofas para o meu gosto

No spa ainda apareceram alguns mas, ora acompanhados pelas respectivas femeas ora sem interesse visual ou totalmente ocos de espirito

 

Uma das manhãs acordei com um sol diabolico!! daquele sol que nada lhe faz frente, nem uma nuvem naquele ceu azul claro

Oa bolas, onde está a neve??? Como vai fazer calor nesta terra???

Para passar a birra, fui á cidade, Constanta, terra de marinheiros

 

Cansei-me de andar naquela cidade de enormes avenidas, ladeadas de predios sem interesse, aborreci-me no mall (shopping) mais importante da cidade, iria voltar ao meu querido e lindo hotel e mergulhar na piscina, onde pelo menos podia observar alguns rabos bem feitos!

 

Um taxista passou e disse algo, sorri, "pois pois, a mim não me chulas tu" - os taxistas estão em todo o lado, muitos sem taximetro e se não discutir o preço antes são capazes de nos levar á banca rota (mas eu aprendi a lidar com eles na America do Sul), só que este não desistiu Deu a volta ao quarteirão e tornou a surgir á minha frente - "bem pelo menos o rapaz conhece a cidade hehe" Acabei por me esquecer dele nas ruelas onde observava as imensas casas que vendiam roupas em 2ª mão, botas de pele ou bijutaria barata

 

Senti-me cansada, a tarde já ia no final e ali nada havia de interessante, queria ir nadar e partilhar uma sandes com um dos cães que viviam na praia, era um programa mais interessante do que continuar na cidade, transpirava por baixo das camisolas, tinha fome

"Vou mas é apanhar um taxi, direitinha ao hotel, já nem me meto em autocarros" (o ultimo até nem tirei bilhete, achei que o Governo me devia dar uma borla nos seus transportes publicos, por serem tão pouco practicos) e pensando num taxi, meti-me numa avenida Havia uma fila deles "Fixe!"

Quando me aproximei...   lol, era o tal rapazito que me havia seguido nas ruelas anteriores

-"Are you following me???" - aproximei-me da janela aberta, atraída pelo sorriso do condutor

- "Yes!!!"

ai tou tramada! mas o rapazito tem um sorriso encantador e é persistente, além de ter dado provas que conhece bem a cidade

 

Bem meninas, encontrei o primeiro vampiro mas...

fez-me rir até ás lagrimas, com o seu sentido de humor, levou-me, de graça, até ao hotel e pelo caminho correcto e, se bem que tivesse insistido para conhecer o meu esplendoroso quarto... o facto da namorada ter o meu nome, congelou a possibilidade de lhe mostrar o fogo de uma portuguesa, além de que a sua barba  não arranhava (se ele soubesse que nem era pelo nome da outra mas sim pela barba, acho que iria traumatizar o rapaz para o resto da vida)

O seu inglês era perfeito, o seu sorriso encantador mas... não seria ele a prometer vida eterna a troco de uma dentada

 

O outro sim, esse ainda me está atravessado e se quiserem saber mais.... eu contarei hehe

 

 

 

arredores de Constanta

 

 

 

 

 


sinto-me: ainda em viagem


Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008
viagens

 

 

Aos 13 anos uma cigana disse-me, olhando minha mão:

-"Vais fazer muitas viagens e viverás no estrangeiro"

cigana ou não cigana o que é certo é que viagens não têm faltado na minha vida

 

Profissionalmente viajei por muito lugar nesta Terra, pessoalmente todos os momentos aproveitava para sair, conhecer novos lugares

a Europa é cada vez mais igual, as Americas cada vez mais desconfiadas

vive-se um clima de medo, de insegurança  

 

Ainda não conheço tudo, nem de longe mas, posso dizer que já estive em muitos países, em muitas cidades e terrinhas, mas cada vez gosto mais da minha casa e do meu vale

 

Detesto fazer malas, carrega-las de um lado para o outro, olhar o relogio e esperar horas por um avião, caminhar em aeroportos, em gares, iguais a elas mesmas mas.....

 

ADORO respirar o ar de outros ares, tirar fotos, ver outros rostos, outras roupas, comidas, tradições, culturas, histórias, estar longe de casa ........

 

Ja tive como companheiros de viagem, galinhas, porcos, cavalos, crianças mal humuradas, velhas em pânico, mas ainda me faltava um chihuahua - tive de ir á Romenia para que acontecesse hehehe

 

Então é assim:

Bucuresti pode ser considerada uma cidade exotica, linda, cultural mas... moi queria paz e descanso e não gosta de cidades (excepção para Paris!!!)

 

No dia seguinte á chegada, depois de me zangar com ciganos que me chamavam louca por dizer que ia para Constanta de comboio, que levava 5 horas em vez de ir de autocarro pela Autobahn, que lhes daria uma comissão e me fariam perder o melhor de atravessar um país, lá tive a minha primeira desilusão: também já não é permitido fumar nos transportes publicos! Depois de passado o cheiro a Europa Comunitaria, lá quebrei uma regra, em poluir os lavabos do dito transporte, junto com umas romenas cheias de curiosidade e divertidissimas em conhecer uma gaja que ia de ferias para Mamaia ... em Janeiro!!!

 

Mamaia é uma peninsula entre o Mar Negro (á direita na foto) e o Lago Siutghiol (á esquerda na foto), com 8km de comprimento e 300m de largura É uma estância de ferias super conhecida e muito procurada... no Verão!

No Inverno a água congela (o Mar Negro inclusive) e nada ha para fazer, hoteis encerrados, cafes, restaurantes, pubs, clubes de strip-tease, até o barco que faz cruzeiros para a ilha... pára nesta altura!

Toda a vida na peninsula está virada para o Verão!!!

 

 

 

vista aérea de Mamaia retirada da net

 

 

 

Mas valeu a pena!!! O hotel é fantastico, fizeram-me free upgrade para uma suite, no ultimo piso, com uma varanda mais comprida que a minha casa, mesmo em frente ao Mar Negro, além de que ... o spa estava incluído!!

Aberto até ás 22horas, uma piscina maior que o meu jardim (eu sei que a minha casa é pequenina mas, aquilo era tudo grande!!!), sauna, jacuzzi, fitness e frequentado por pernas peludas e... muito atleticas!!!

 

 

Amanhã já tenho as fotos da Pentax, para recordar o vampiro e a neve

 

 

 


sinto-me: ai que saudades


Multumesc!!!

 

 

Tinham-me oferecido palmadas mas, não disseram que iriam sentir saudades ok voltei!

Tou cá    

 

Eu tinha avisado que ia de férias, também tenho direito ninas e ninos lindos, sabe tão bem sair da rotina, foi todo um ano a justificar o que recebo no final do mês, foi toda uma vida a fazer o que esperavam que eu fizesse e... pela primeira vez, fiz as férias que queria de verdade, pela primeira vez em muito muito tempo, tirei férias para mim uhmmmm

 

Fui para a terra dos vampiros hehehe, estava cansada do sol português, tinha (e continuo a ter) saudades de um verdadeiro Inverno, de vendaval e frio e chuva, este aquecimento global anda a deixar-me louca Sempre gostei de sol, de calor mas.. como vivo numa zona que tem tudo isso... fui para a Romenia, para o Mar Negro, á procura de frio, de neve e de vampiros

 

Ainda tenho a mala fechada, o zumbido nos ouvidos (adoro o rugido do avião a levantar voo mas deixa-me sempre um pouco zonza) mas, não resisti em vir á net e face a tantas visitas na minha ausência e antes que me inundassem a sala de lagrimas, contar-vos que foi muito bom e que tenho um montão de aventuras (os encontros com os vampiros foram fantásticos hehehe)

 

Deixo-vos uma foto, tirada na Holanda, em que fui para o rua fumar um cigarro e tive um primeiro encontro lindo, só para saberem que tou viva e bem, muito bem

 

 

 

aeroporto de Schiphol um amiguinho a comer na minha mão

 

 

 

Multumesc = obrigado!

 

 

 


sinto-me: de volta a casa


mimos (74) & memoires
moi
ser Infiel é:

Subscribe to Infiel

quantos infieis
CURRENT MOON


My blog is worth $30,485.16.
How much is your blog worth?

sonhos e dissertações

Discos vinil saudoso som

Atraiçoada

Feliz e quente Natal

ja nasceu hehehehe

A Tabacaria de Alvaro de ...

velocidade

O Bob

a parvoice foi embora

cigarro procura-se

Luta de Titans 1ª semana

Ano do Tigre Dourado

Luta de Titans

cucu

se natal é qd se ker.... :)

o que me agrada

FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

Software para o Coração.....

Atraiçoada

Infiel

Desistir/Recomeçar

Palavras

Venha dai, está convidado...

Sexualidade feminina do s...

Gratidão....

Porque hoje é domingo - v...

orgasmos mentais

Dezembro 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

encontrar neste blog
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais comentados
102 comentários
80 comentários
78 comentários
75 comentários
75 comentários
69 comentários
59 comentários
Atraiçoada - o livro
Support independent publishing: Buy this book on Lulu.></a>
<div class=
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários