Sexta-feira, 13 de Julho de 2007
medo da solidão

 

 

 

"O instinto social do Homem não se baseia no amor á sociedade mas sim no medo á solidão"

 

 

Li algures esta frase, não sei quem a disse mas penso de igual maneira!

 

 

Se as pessoas se unissem por amor, em vez de ser por medo a estarem ou ficarem sozinhas, cada ser humano, seria muito melhor, por consequência, a sociedade melhoraria.

Quem tem medo de se enfrentar, nunca se irá conhecer, como tal nunca ira descobrir o potencial que tem dentro de si, para modificar a vida!

 

 

Uma das maximas de Socrates (o Filosofo http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%B3crates e não o politico), foi: "Conhece-te a ti mesmo" 

 

Não deveriamos estar com alguem porque temos medo de enfrentar a vida por nós mesmas. A sociedade é constituída por cada um de nós, cada um deverá melhorar o conhecimento de si próprio. Depois de te amares, poderás amar outro.

 

 

Ninguem tem o direito de utilizar o seu poder, ou de outros, para fazer mal a outra pesoa.

 

Ninguem tem o direito de impedir a felicidade de outra pessoa por medo á solidão.

 

Ninguem tem o direito de utilizar o interesse material e sobrepô-lo ao interesse sentimental, por medo a ficar só!

 

"Não há pior solidão do que aquela que sentimos quando estamos com outro a nosso lado..."

 

Caminha por ti, pelo teu pé e todos os dias sorrirás, "conhece-te a ti mesmo" e descobrirás outro mundo

 

 

 

 


sinto-me: inspirada
tags: ,

escrito por Infiel às 16:58
link do post | desabafa | adiciona se gostaste
|

6 comentários:
De Espanto a 14 de Julho de 2007 às 00:44
Boa Noite!
Grande verdade que dizes, quando não nos conhecemos a nós mesmos como poderemos conhecer e entender os outros?
Quando não nos amarmos como poderemos amar alguém?
Ficar com alguém por medo de estar só? Lá diz o velho ditado " Mais vale só do que mal acompanhado."
Um beijinho


De Infiel a 14 de Julho de 2007 às 09:40
Bom dia Espanto
Ha muita gente que gostaria de mudar o mundo, mas se começassem por se mudar a si mesmos, primeiro.....
Não entendo as pessoas, criticam, tentam suicidio, matam, enganam, mentem, roubam e não largam a presa, por medo a se enfrentarem e estarem sós, por medo a elas mesmas....
Um abraço


De sextrip a 14 de Julho de 2007 às 13:25
« "Não há pior solidão do que aquela que sentimos quando estamos com outro a nosso lado..." »

a pior verdadeira solidão - destrói-nos por dentro até um ponto em que dificilmente recuperamos (ou não recuperamos mesmo).

beijos


De Infiel a 15 de Julho de 2007 às 02:24
Viver com uma pessoa que não nos faz sentir vivos,,, é morrer lentamente, a pior solidão que se pode sentir.
Querer conversar, tocar e ao nosso lado está alguem que não nos ouve, não nos olha, não nos toca ... é terrivel! E tens razão, destroi muita coisa dentro de nós mesmos, é uma luta imensa recuperar psiclologicamente.
Quando estamos, verdadeiramente sós, a solidão não pesa rigorosamente nada!!!!


De oamante a 17 de Julho de 2007 às 10:18
O autoconhecimento socratiano é algo difícil de alcançar e não sei se uma vez alcançado se consegue manter: uma pessoa que utilize a introspecção sabe que a vida evolui constantemente e nós também. Daí o processo de conhecimento ter de ser contínuo.
O autoconhecimento só por si não garante uma vida melhor, pois se não for acompanhado pela ideia de Bem, não teremos uma boa pessoa.
Os princípios éticos é que criam uma melhor sociedade e se cada indivíduo de conhecer a si mesmo, melhor ainda!
Nos dias de hoje, quem pratica o autoconhecimento entra numa espécie de solidão: torna-se geralmente humilde e altruísta. Na nossa sociedade, isto corresponde a um tanso, a não ser que seja alguém com um posto especial: económico ou autoridade científica. Aí, sim, é visto como um sábio.
Já o próprio Fernando Pessoa escrevia que o conhecimento provoca a dor da solidão.
Mas Sócrates não teria chegado já a essa conclusão ao anunciar, após o «só sei que nada sei» o «quanto mais conheço os homens, mais gosto dos animais»?
Não são os sábios sempre imaginados como pessoas isoladas?
A moral desta história não seria uma máxima de vida: pensa se quiseres isolar-te feliz, ou então, vive sem pensar e finge ser feliz?


De Infiel a 18 de Julho de 2007 às 02:06
Boa noite Oamante
Segui o teu raciocinio e concordo, relativo também aos principios éticos e á continuidade do conhecimento, "nada se perde, tudo se tranforma"
Esta foi a frase que me fez pensar:"pensa se quiseres isolar-te feliz, ou então, vive sem pensar e finge ser feliz?"
Relativo á primeira oração, tem um fundamento muito forte, a solidão é pesada mas se descobrirmos a companhia dentro de nós, deixamos de sentir esse peso. Tudo o que necessitamos está mesmo dentro de nós. Nós temos o poder de escolher como nos queremos sentir!
Deduzo que a segunda oração e o sinónimo de viver, será partilhar a vida com outra pessoa, como tal, terei oportunidade de partilhar a minha vida mas... não a minha felicidade e, até corro o risco de deixar de sentir essa felicidade.
Foi assim que interpretei a tua frase.
Penso que é uma maneira pessimista (ou realista, se tomarmos em consideração estatisticas de divorcio e solidão dentro de um casamento) de ver a partilha da vida. Nós deviamos conhecermo-nos melhor e sentirmo-nos até mais felizes ao partilhar a vida com outro ser.
Mas acredito que para isso ambos devem estar no mesmo nivel de conhecimento e de desenvolvimento. E dentro dessa partilha haver momentos de solidão. respeitar o outro e a suas necessidades individuais. Somente quando estamos sós, consigimos escutar o nosso eu. Quando estamos acompanhados passamos a dar mais atençao ao eu do outro.
Podia continuar a dissertação mas, termino dizendo, eu sou feliz e sei que poderei fazer alguem feliz, desde que esse alguem tambem esteja disposto a ser feliz e a fazer-me sentir feliz. Investir numa relação é algo muito complicado mas, sempre depende dos dois
Obrigado pelo comentario e aparece sempre que desejes.



Comentar post

mimos (74) & memoires
moi
ser Infiel é:

Subscribe to Infiel

quantos infieis
CURRENT MOON


My blog is worth $30,485.16.
How much is your blog worth?

sonhos e dissertações

Discos vinil saudoso som

Atraiçoada

Feliz e quente Natal

ja nasceu hehehehe

A Tabacaria de Alvaro de ...

velocidade

O Bob

a parvoice foi embora

cigarro procura-se

Luta de Titans 1ª semana

Ano do Tigre Dourado

Luta de Titans

cucu

se natal é qd se ker.... :)

o que me agrada

FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

Software para o Coração.....

Atraiçoada

Infiel

Desistir/Recomeçar

Palavras

Venha dai, está convidado...

Sexualidade feminina do s...

Gratidão....

Porque hoje é domingo - v...

orgasmos mentais

Dezembro 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

encontrar neste blog
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais comentados
102 comentários
80 comentários
78 comentários
75 comentários
75 comentários
69 comentários
59 comentários
Atraiçoada - o livro
Support independent publishing: Buy this book on Lulu.></a>
<div class=
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post