Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007
Clube de divorciadas

 

 

As divorciadas são aquelas que foram atraiçoadas pelos maridos, aquelas que foram enganadas pelos companheiros, as coitadinhas que  não conseguiram segurar o seu homem em casa, a vergonha da familia, a nodoa da sociedade moderna

ahahah

Deixem-me rir!!!

 

Divorciadas são aquelas mulheres que preferem viver por elas mesmas e

pela sua propria felicidade.

Divorciadas são as mulheres que nâo admitem mentiras,

que não se envergonham de admitir que tudo tem um fim

e que é recomeçando que se aprende a viver

 

Divorciadas são as mulheres que enfrentam o suposto companheiro

e têm a coragem de sentir que o que tinham a aprender um com o outro, já terminou

 

Divorciadas são as mulheres que comandam a sua vida

 

São as femeas caçadoras de prazer sincero, de boas gargalhadas

 

Divorciadas são mulheres que não têm medo de errar

e todos os dias saiem de olhar firme e sorriso nos labios

 

Perderam um suposto companheiro mas,

estão na luta para melhorarem a sua vida e a comandarem

 

 

 

 

Pessoalmente sentia desgosto em mostrar os meus documentos

como ainda casada, quando nada me unia ao sujeito que usava o sobrenome de meu pai

Assim que os papeis sairam, fui de imediato actualizar todos os meus documentos

Sim sou divorciada!

E sou muito mais feliz depois de o ser!!!

 

Ha casamentos para obtermos abonos, para obtermos um emprestimo bancario, para pagar menos impostos, para dividirmos despesas, depois esperam o quê???

terem assinado um papel com a felicidade????

 

mesmo assim morrem sem a cheirar nem de longe mas...não se divorciam

que vergonha divorciarmo-nos

os meninos

a familia

os amigos

 

 

Ora bolas, depois ainda dizem que andam stressados, que necessitam de medicamentos para dormir, para acordar, para fazer dieta, para engordar, que lhes doi a cabeça......

Acordem, despertem!!!

 

Ou lutam pelo vosso casamento com os olhinhos abertos e coração leve ou

passem pelo processo de luto e

renasçam!!!

 

Descubram dentro do vosso coração o que de verdade necessitam e

párem de se lamentarem por serem cornudas

 

Vinganças, hipocrisia, cinismo, choros e tristezas, já bastam as dos outros

Quem é feliz consigo mesmo

sempre é feliz .... sozinho ou acompanhado

 

E se ainda não são .... descubram como o ser!!!!

 

 

 


sinto-me: irritada com medrosos

escrito por Infiel às 15:33
link do post | desabafa | adiciona se gostaste
|

39 comentários:
De AmigoDistante a 30 de Agosto de 2007 às 23:55
passei so para dizer olá e talvez o assunto esteja a tornar-se

um pouco longooooooooooooooo


um abraço felina


De Infiel a 31 de Agosto de 2007 às 01:06

Bom descanso



De Lua de Sol a 31 de Agosto de 2007 às 02:39
Com esta me surpreendeste, hihi!
Tudo está bem quando acaba bem... como se quer ou como se pode...
Divorciadas são todas as que referiste, as que os perderam mas queriam e as que não os queriam e se livraram deles. Mas uma coisa é certa: todas sobreviveram e estão vivas!!!!
Bjs


De Infiel a 1 de Setembro de 2007 às 21:38
hihihi
podes crer e a esmagadora maioria muito melhor que eles , mas enfim, cada um deve ter o que merece lol

Jinhos Obrigado


De callaway a 31 de Agosto de 2007 às 11:21
Divorciada mas feliz..., tens que acrescentar no BI...

Todos nós casados, temos alguma nostalgia dos tempos de solteiro, principalmente se emancipados...
Aquelas manias que só nós conhecemos, aqueles hábitos preguiçosos, aqueles domingos lânguidos...perdidos no meio dum livro e dum copo de vinho, com o silêncio a ecoar...

Acordando... ao som da Carolina e da Matilde a pedirem leitinho ás 7 da manhã...e desejando que a hora do Golfe chegue, para umas horas de deleite...mas pensando bem, já não consigo pensar em acordar de outra forma senão com os mimos dos meus amores...

Beijo, fica bem...


De callaway a 31 de Agosto de 2007 às 11:24
Ahhhh,

Esqueci-me de referir a perfeita ilustração utilizada para o texto...

Um misto de liberdade e tentação... tive uma reacção pavloviana...

Bjs e bom fim de semana...


De Infiel a 1 de Setembro de 2007 às 21:42
Ola Callaway

Por isso também digo: mais vale só que mal acompanhada hihi Um bom vinho tinto, um prato de queijos e compotas sabe-me tão bem sózinha e para o partilhar a companhia deve merecer hihihi

Toma lá um guardanapo

Bom fim de semana


De antiego a 2 de Setembro de 2007 às 00:17
E o afecto e a solidão? Vais condenar as mulheres que preferem viver acompanhadas por uma besta, porque não suportam estar sózinhas? Mesmo o pouco afecto de quem não as ama, é afecto.
È triste, mas por vezes mais vale mal acompanhada do que só.


De Infiel a 2 de Setembro de 2007 às 22:45
Não condeno mas tenho pena delas Muita pena mesmo!!!

quem não ama...não sabe dar afecto! Mais afecto temos de um gato vadio de que de um marido ausente!!!

Mil vezes preferivel estar só do que mal acomapanhadas, porque sós sempre estamos acompanahdas por nós mesmos e essa companhia é muito melhor que qualquer outra que nos ignora ou que nos suga a energia e a vontade de viver

Quem vive com um pseudo-marido é duplamente infeliz

Jinhos


De mariajoaoE a 14 de Novembro de 2009 às 02:45
Faço minhas as suas palavras.
Passei por um divrocio unico assim o espero),mas fui eu que quis terminar.
Acabei com a tristeza que assolava o meu coração.
Viver dedicada a quem nao queria saber de mim como mulher acima de tudo.......a quem chegava a casa e se "alapava" no sofá a roncar até a hora que a "empregada" o chamasse para jantar..........a quem nem um biberao. .nem uma fralda mudava.........nem um banho se quer dava ao filho.
Quis mudar a minha vida da pior maneira. Envolvendo-me com alguem que conheci na net . N altura esse alguem deu-me a coragem que á anos precisava para deixar a vida "vazia de sentimentos e respeito" que tinha.
Errei muito...........tenho um filho e ele tem sofrido mt e ao longo destes 3 anos que ja se passaram depois do divorcio. Mas quem me diz a mim que eu e o meu filho nao estariamos em pior situaçao se eu estivesse casada!!!
Não quero pensar mais no passado.
O passado ja era..........já é tarde pra ter sido fliz ontem.
Gosto desta abordagem a cerca das divorciadas e do respectivo comentario de "infiel".
Retrata bem o que foi a minha vida no passado.
Dou graças a Deus por estar so .
Tudo na vida tem o seu tempo.
[Error: Irreparable invalid markup ('<p [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Faço minhas as suas palavras.
Passei por um divrocio unico assim o espero),mas fui eu que quis terminar.
Acabei com a tristeza que assolava o meu coração.
Viver dedicada a quem nao queria saber de mim como mulher acima de tudo.......a quem chegava a casa e se "alapava" no sofá a roncar até a hora que a "empregada" o chamasse para jantar..........a quem nem um biberao. .nem uma fralda mudava.........nem um banho se quer dava ao filho.
Quis mudar a minha vida da pior maneira. Envolvendo-me com alguem que conheci na net . N altura esse alguem deu-me a coragem que á anos precisava para deixar a vida "vazia de sentimentos e respeito" que tinha.
Errei muito...........tenho um filho e ele tem sofrido mt e ao longo destes 3 anos que ja se passaram depois do divorcio. Mas quem me diz a mim que eu e o meu filho nao estariamos em pior situaçao se eu estivesse casada!!!
Não quero pensar mais no passado.
O passado ja era..........já é tarde pra ter sido fliz ontem.
Gosto desta abordagem a cerca das divorciadas e do respectivo comentario de "infiel".
Retrata bem o que foi a minha vida no passado.
Dou graças a Deus por estar so .
Tudo na vida tem o seu tempo.
<P class=incorrect name="incorrect" <a>Nao</A> estarei so pra sempre, mas vos garanto estou bem melhor so do que com o meu ex marido.</P>
<br /> 


De Infiel a 14 de Novembro de 2009 às 04:06

Ola Maria João

agradeço o desabafo
uma das razões porque decidi publicar o meu livro era porque pensava que o meu divorcio, ou o que o provocou, também era único mas, cheguei á conclusão que, todas passamos por situações identicas e, só no partilhar, podemos evitar determinados sofrimentos

"... Errei muito...........tenho um filho e ele tem sofrido mt e ao longo destes 3 anos que ja se passaram depois do divorcio"

ninguem erra, só levamos tempo a entender o que queremos e o que devemos fazer para obtermos o nosso equilibrio
o sofrimento do filhote só o ensinará a não ter o mesmo comportamento e ajudará a torna.lo humano

como tu dizes: tudo tem o seu tempo, tudo está sempre certo

um abraço com muito carinho


De Miguel a 19 de Maio de 2011 às 12:21
Ola ,
Peço desculpa desde já por haver homens que se comportem como algumas pessoas aqui relataram, mas nem todos os homens são assim.
Alguns comentarios que aqui vi, são femininistas. Tanto se queixam do machismo dos homens e que são todos iguais, que se esquecem que quem os escolheu foram voçes  e se eles se sentam no sofá e esperam que a criada lhes faça tudo é pq os deixaram fazer isso.
Mais , deixaram rolar e sem que tivessem feito algo para mudar a situação
a não ser lamentarem-se, respondem com o divorcio de quem não aguenta estar mais com a pessoa que outrora escolheu para casar e que era bestial e agora passa a besta.
Exemplo, cá em casa as tarefas são divididas, eu faço o jantar a minha mulher arruma, se eu não fizer o jantar não se come, se ela não arrumar a cozinha no dia a seguir eu não faço o jantar. Ja não me lembro de me sentar no sofá, pois a vida não está facil e custa ao homem e mulher de igual modo.
Os casais agora divorciam-se por qualquer razão e sem pensar nas consequências, e dizem que não são felizes e que querem a felicidade.
Alguem aqui sabe o que é a felicidade? Ser feliz é ter um marido que não se sente no sofá? É viver sozinho sem ninguem com quem partilhar nada?
É passar horas a ver tv ou no facebook a comentar comentarios dos comentarios, e a dar de beler aos cavalos na quinta?

Bem já me estou a alongar, conselho , parem PF de colocar os homens todos no mesmo saco, e  enfrentem as situações em vez de fugir delas .

abraço


De pedro a 18 de Setembro de 2007 às 15:11
Tb já fui divorciado, e sendo homem tenho a dizer que a situação é igual para as duas partes,se estam mal,não interessa pq melhor separarem-se,mas e há sempre um mas, a parte em que estamos sózinhos em casa a falar com as paredes!!Como é?Fácil? Mentira bem dificil, por isso proponho que em 1º lugar encontrar um companheiro/a compativel,gostos identicos,etc,etc,depois então passar para uma fase de mais intimidade, e se nesse caso tb forem compativeis então e só então juntem os trapinhos,mas o problema é que se tem tendencia para repetir erros,por isso cuidadinho, e viva o amor. ;)


De Infiel a 19 de Setembro de 2007 às 01:39
Ola Pedro
Discordo!!!
Primeiro ha que passar pela solidão para nos conhecermos, só depois de nos conhecermos deveremos procurar outro para partilhar a vida.
Se depois de um divorcio procurarmos um substituto só corremos o risco de continuarmos a ser infelizes
Separação é sempre dificil, os primeiros tempos... um autêntico luto mas só depois de sentirmos essa "perda" poderemos despertar para uma nova vida!
Só depois de nos descobrirmos... poderemos ser totalmente felizes e sem medo da solidão
Concordo quando falas de compatibilidades, é tão dificil viver com outra pessoa mas se não houver amor... a vida torna-se um verdadeiro inferno





De lua a 3 de Outubro de 2007 às 12:39
Eu estou recentemente casada, 5 meses. Até agora tudo corre bem, também sei o que é estar só, o meu marido passa muito tempo em navegações (trabalha na marinha) portanto é bom ter-mos companhia de alguém que nos ama, e volto a reforçar AMA, não alguém que nos engana, mente e faz sofrer. Mas tenho que confessar que quando estou só também é muito bom, é bom estar na cama sem fazer nada com a loiça por lavar e a roupa por passar. :)
Mas apoio incondicionalmente aquelas pessoas que não aceitão traições nem mentiras, e que quando o amor acaba, porque não é só por traições, mentiras e por existir outro(a) que á divorcios, mas também porque o amor acaba prefiram viver sós.
Concordo plenamente com o mais vale só que mal acompanhado.


De Infiel a 6 de Outubro de 2007 às 21:54
Ola Lua

Um destes dias uma amiga minha, casada ha 12 anos, disse-me que "não casou para estar só!" porque o marido teve de se ausentar uma semana

Mas cada um tem o seu desenvolvimento e eu prefiro estar só a partilhar os momentos da minha vida com alguem que não me diz nada.
Mesmo partilhar uma tarde de sol, eu prefiro sair com os meus cães a aceitar convites ou convidar "alguem"

O mais triste é que para terminar uma relação primeiro pensam nos bens materiais que vão ter de abdicar, mesmo sem amor ha muitos casamentos que continuam porque.... a casa, o carro...

Um sorriso para ti



De anonima a 6 de Outubro de 2007 às 23:12
Desculpas e mais desculpas, tudo falta de coragem, porque na verdade o medo do desconhecido, de encarar uma nova realidade, sem ninguem que nos preencha o espaço que há muito ficou vazio, é mais dificil que manter as aparencias, sobreviver (prefiro chamar assim), até que se conhece um novo amor e lá vai o carro, a casa, etc, a coragem vem então...


De Infiel a 7 de Outubro de 2007 às 21:48
Sabes dá-me pena as pessoas que sabem, têm consciência que estão mal casadas e continuam a insistir na situação

Concordo perfeitamente é falta de coragem, de amor próprio...

mas ter outro amor também não á a "solução" para muitos outros casamentos, porque ha por aí muitas/os amantes

Acabo mesmo por concluir que é sómente falta de amor proprio e grande comodidade ao materialismo!
Porque garanto que muito melhor viver sózinha que viver com um/a parasita

Obrigado por existires e desejo-te muita força e luz





De mariajoaoe a 14 de Novembro de 2009 às 02:54
Aprecio a sua franqueza.....


De L'etranger a 6 de Março de 2008 às 22:14
Concordo ctg, o luto é fundamental.


De Infiel a 7 de Março de 2008 às 23:54

muito mesmo!





De daplanicie a 23 de Outubro de 2007 às 09:03
Para este post apenas tenho a dizer uma frase que a minha avó dizia frequentemente: " E quem fala assim não é gago!!" :-)
Cumprimentos


De Infiel a 23 de Outubro de 2007 às 23:01




ui se me ouvisses falar, quando estou "nos meus dias" hihihi

Obrigado pela força



De amélia a 2 de Abril de 2008 às 12:22
Sou jornalista da SIC e gostaria de entrar em contacto consigo. ameliaramos@sic.pt


De carmem a 10 de Abril de 2008 às 20:56
Olha eu acho como eu divorciada e n ter a capacidade de enfrentar o dia dia da famila e marido...somos traidas porque somo pessimas na cama...
E os mais que sofrem sao os filhos...

reflitam...podemos ser casadas e felizes, dar gargalhads, amar de todas a formas...


De Infiel a 11 de Abril de 2008 às 16:43

"somos traidas porque somo pessimas na cama"

somos traídas porque existem pessoas egoistas e que não têm o minimo de respeito pela pessoa com quem vivem ou dizem, querer partilhar a vida!


De mariajoaoe a 14 de Novembro de 2009 às 02:57

Tb concordo que podemos ser felizes no casamento..mas se amarmos o nosso marido/mulher.
Se as coisas nao funcionarem ou nao existir Amor nada feito.


De Mary a 14 de Maio de 2008 às 19:29
Olá a todas. Posso entrar?
Como é a primeira vez, deixem-me apresentar, sou a Mary. Estive a ler o comentário da Carmem e não percebi muito bem....então a única "explicação" para uma mulher ser traída é quando é má na cama? E quando eles são?
Sou divorciada - GRAÇAS A DEUS!!!! Pertenço ao clube da nossa anfitriã...mais vale só k mal acompanhada! Cabeça erguida, mulheres, asssim é que é! É preciso coragem, sim senhor, e nós temos!Beijinho pra todas


De Infiel a 15 de Maio de 2008 às 03:17

Ola Mary
claro que podes entrar Seja bem vinda

- ha muitas razões para se ser traida e para trair

e ser divorciada é um acto de coragem, eu também passei pela fase de achar e pensar em tudo menos em mim e no fundo, só me faltava fortalecer a minha auto-estima

Obrigado pela visita e bem-vinda ao clube :)


De TARDES DA JÚLIA - TVI a 29 de Maio de 2008 às 13:19
Boa tarde,
Na sequência de uma pesquisa na internet, encontrei o seu site.
O meu nome é Catarina Morazzo e sou jornalista do programa Tardes da Júlia, TVI. No próximo dia 9 de Junho de 2008, 2ª feira, iremos falar de Casamentos; histórias de quem amou, casou por amor (ou não) e hoje, por todos os motivos, não consegue divorciar-se. Inspirou-nos uma carta de uma telespectadora que, casada há 38 anos, hoje, depois dos filhos e casados e de ter pensado em consumar o divórcio, sente-se incapaz de o fazer devido à doença do marido: Parkinson. São casos de dedicação, amor familiar ou valores mais altos que, na nova geração e com a nova lei do divórcio, correm o risco de se desaparecerem...
Na sequência desta temática, procuramos mulheres que, nestas circunstâncias, não se importem de prestar o seu testemunho no programa, mesmo sob reserva de identidade. O programa em questão será transmitido em directo, na data acima referida, pelo que contamos com a disponibilidade das nossas convidadas para um período máximo de 2-3 horas da parte da tarde (horário do programa: 14h-16h45m), a confirmar pela produção do programa, assim que se confirmem as presenças.
Junto deixo todos os meus contactos para melhores esclarecimentos e para quem se identifique com a temática abordada.
Sem outro assunto e com os meus melhores cumprimentos,
Catarina Morazzo (Jornalista)
Skylight - Novas Produções e Espectáculos - Tardes da Júlia
21 - 4401065 (escritório)
catarinamorazzo@gmail.com

Informação Programa:

A Skylight/NPE está neste momento a produzir o programa diário "As Tardes da Júlia", com 3 horas de emissão em directo (14h/17H), nas tardes da TVI, semelhante ao programa de sucesso "Oprah Winfrey Show", cuja ideia central é contar histórias de vida de pessoas anónimas e famosas, passando sempre uma mensagem positiva, dando a conhecer a vida no seu melhor. A cara deste novo projecto, que constitui uma das grandes apostas do canal para o seu horário da tarde, é Júlia Pinheiro.


Comentar post

mimos (74) & memoires
moi
ser Infiel é:

Subscribe to Infiel

quantos infieis
CURRENT MOON


My blog is worth $30,485.16.
How much is your blog worth?

sonhos e dissertações

Discos vinil saudoso som

Atraiçoada

Feliz e quente Natal

ja nasceu hehehehe

A Tabacaria de Alvaro de ...

velocidade

O Bob

a parvoice foi embora

cigarro procura-se

Luta de Titans 1ª semana

Ano do Tigre Dourado

Luta de Titans

cucu

se natal é qd se ker.... :)

o que me agrada

FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

Software para o Coração.....

Atraiçoada

Infiel

Desistir/Recomeçar

Palavras

Venha dai, está convidado...

Sexualidade feminina do s...

orgasmos mentais

Dezembro 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

encontrar neste blog
 
Site Meter
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais comentados
102 comentários
80 comentários
78 comentários
75 comentários
75 comentários
69 comentários
59 comentários
Atraiçoada - o livro
Support independent publishing: Buy this book on Lulu.></a>
<div class=
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post