Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007
Perder e amar

 

 

Quem já perdeu tantos amigos como eu, tem medo de não aproveitar o melhor que cada segundo da vida nos proporciona

 

O meu melhor amigo, foi meu confidente e conselheiro

a única pessoa de quem escutei conselhos.

Conheci-o como meu chefe, era o meu mentor, protector

Era casado e tinha 6 filhos, adorava a sua grande familia, eu era mais uma filha

Durante 15 anos acompanhou a minha vida profissional e emocional

Chorei no seu ombro, chorou no meu

ri-me das suas parvoíces, riu-se das minhas

contava-me as suas escapadelas, contava-lhe os meus desgostos

 

Uma manhã recebo um telefonema de uma filha

tinha adormecido no seu sofa favorito

embolia cerebral fatal

em vez de estar a almoçar com ele,

como tinhamos combinado 3 dias antes

estava a beijar sua testa fria

 

- O meu outro melhor amigo

foi meu prof na faculdade

era a sua melhor aluna

a sua disciplina a minha favorita

 

Depois de terminar o curso

continuamos a nos encontrar

a discutir Arte e Musica e Esoterismo e um milhão de coisas mais

 

Foi a pessoa mais inteligente que conheci

Tinha grande admiração por ele

a nossa amizade sobreviveu a dois divorcios

e a muitas contrariedades

 

Frequentemente o visitava ou saíamos

recordo muitas loucuras noctívagas

além de homem culto era um boémio

Tudo o que conheço da vida nocturna da capital o devo a ele

 

Quando não nos encontravamos, telefonava

punhamos a rotina em dia e prometiamos mais uma saida

tal como aconteceu numa noite sem lua

No dia seguinte recebo um telefonema da namorada

Ele tinha adormecido na sua cama

Ataque cardíaco fulminante

 

Na noite em que deviamos estar a correr os novos estaminés da cidade

molhava sua barba com as minhas lagrimas

 

- Minha mãe foi a uma consulta de rotina e não voltou

 

- Minha amiga de infãncia partilhou um gelado no jardim

e nunca mais a vi...........................

 

 

A coisa mais certa da vida é a Morte

 

 

Depois de ter perdido tantos amigos não quero perder um segundo sem ti

 

 

O tempo arrasta-se e jamais se recupera

Já perdi tanta coisa

tenho tanto medo de te perder sem nunca te ter tido

 

 

 

Porque me despertas se não tens intenções de me saciar?

 

 

 

 

 

 

 

 

 


sinto-me: sozinha e acompanhada

escrito por Infiel às 20:44
link do post | desabafa | adiciona se gostaste

23 comentários:
De loira incompreendida a 27 de Setembro de 2007 às 21:48
tudo no universo tem um reverso. Para haver luz tem de haver escuridão, para haver alegria tem de haver tristeza, para haver vida tem de haver escuridão.
talvez a vida seja uma mera tentativa de nos prepararmos para a morte...
beijinhos


De Infiel a 28 de Setembro de 2007 às 23:12
Obrigado por tuas palavras
Um abraço
Ainda não recuperei sinto-me demasiada cansada e com muitas saudades dos meus amigos


De trenguinhalinda a 27 de Setembro de 2007 às 22:30
Olá
A morte é uma das grandes certezas que temos na vida.
Curioso eu acho que as pessoas mais inteligentes morrem cedo... tenho esta paranóia...
Partilho a tua tristeza por estares triste...
SÊ FORTE!
Beijinhos


De Infiel a 28 de Setembro de 2007 às 23:16
Eu diria a única certeza da vida e se fossemos imortais (com o mesmo corpo) não valorizariamos a experiência de sentir e de amar
Essa tua teoria da inteligência bem... eu prefiro pensar que os que menos têm a sofrer, morrem mais cedo
Obrigado por tuas palavras, de verdade que a tristeza ainda não passou mas sei que vai passar
Obrigado um abraço


De Infiel a 29 de Setembro de 2007 às 21:21
Obrigado pelo post Só agora o vi, não tenho tido muita paciência para o pc

Um abraço forte cheio de luz para ti, sempre que necessitares!!!



De mb48 a 28 de Setembro de 2007 às 10:08
Olá... É verdade, eu pessoalmente sei o que sentiste ao escreveres isto pois, também já perdi talvez, os meus maiores amigos, começou pelo meu pai, que era o meu maior amigo e cúmplice e foi seguindo... por azar sempre com intervalos de aproximadamente 2 a 3 anos, não sei quem será a seguir... mas também a realidade é que só os bons se vão... bjs


De Infiel a 28 de Setembro de 2007 às 23:19
estes meus amigos foram 1 por ano, nos ultimos 4 anos
tenho imensas saudades de todos eles e dá-me muita tristeza saber que ha pessoas que tratam a vida com tanta levianidade
Obrigado pela solidariedade


De webi a 29 de Setembro de 2007 às 00:26
pois, eu consigo lidar mais ou menos bem com todos os sentimentos menos a morte..e como alguem disse anteriormente não é so os mais inteligentes k morrem primeiro...são akelas pessoas k mais gostamos: carinhosas queridas, que nunca nos fizeram mal nenhum...enfim...a vida é msm assim...


De Infiel a 29 de Setembro de 2007 às 20:46
a unica coisa que temos a certeza que vai chegar é a Morte, encarei-a na morte do meu primeiro cão, era ainda adolescente, foi um golpe terrivel mas com todos os companheiros e amigos que me foram abandonando... aprendi a viver mais intensamente, a dar mais valor ao momento, á Vida

Não suporto o sofrimento, não entendo a doença

A vida é uma passagem
necessitamos valorizar os momentos que passamos vivos e com quem os queremos partilhar

Obrigado por me visitares e comentares






De Miss Bradshaw a 29 de Setembro de 2007 às 12:44
é por situaçoes como estas que eu tento absorver de cada pessoa que amo o seu melhor.
nao sei quando será a ultima vez que a vou ter ali cmg a rir,a discutir,a trocar galhardetes.

sinto-me abençoada (ou nao) por ate agora nunca ter sofrido a perda de ninguem que me seja querido. mas assim tmb me encontro ,talvez,mais vulneravel menos "preparad" para tal....se é k algum se está preparado.

so me resta desejar-te muita força e coragem para os anos que veem ai e dizer-te que so depende de ti nao matar nenhuma destas pessoas que uma força superior jua levou. =)****


De Infiel a 29 de Setembro de 2007 às 20:55
A perda de alguem é sempre muito dolorosa, até perder um objecto nos custa...

Mas com as perdas, com o sofrimento vamos valorizando o momento e fazes muito bem em aproveitar todos os momentos de amizade, de partilha porque nunca sabemos se será o ultimo

Houve akguem que disse: "se queres saber se amas, imagina que essa pessoa já não faz parte da tua vida"

Todos os meus amigos, incluindo os meus cães e gatas, continuam vivos dentro de mim, nas minhas memorias e recordações e ainda sinto grande amor e saudades de todos eles

Seus espiritos continuam me protegendo e seguindo, alegro-me com o que passamos , entristeço-me com as saudades mas, tudo tem o seu momento
Mas muito mais tristeza me dá quem não aproveita a vida e as suas sensações

Um beijo Miss





De Pedro de Sousa a 29 de Setembro de 2007 às 13:49
Ola

A Morte é aquilo que estamos condenados a partie do momento em que vivemos...

Vivo com ela lado a lado e confesso que ja nem me assusta... o sofrimento sim... a morte? não...

Podemos sempre ter saudades de quem partilhou uma fatia da nossa vida... mas como diz um filosofo que não me lembro o nome...

"não chores porque acabou, sorri porque aconteceu"

Beijinhos


De Infiel a 29 de Setembro de 2007 às 21:01
A Morte também não me assusta, considero-a uma libertação do corpo, é ele que nos ensina a sofrer e a sentir, a valorizar ideias e sentimentos

Só damos verdadeiro valor ao que já sentimos, ás situações que nós passamos e nos fizeram sofrer ou não E só através do nosso corpo as podemos sentir

De todos meus amigos e companheiros eu tenho saudades mas sei que eles estão bem e que continuam comigo, sempre que deles necessito

Um abraço


De FELINO a 30 de Setembro de 2007 às 14:16
Ao longo da nossa vida apenas temos uma certeza, é a morte. Ela chega sem avisar e por vezes quando menos esperamos. Achamos sempre que ela é cruel. Mas, por vezes acho que ela ainda devia de vir mais rápida. Os doentes terminais e pessoas que estão anos "Tipo Vegetal" ela devia olhar para essas pessoas que estão nos nossos hospitais a sofrer e a desejar que ela chegue. A Morte levou a pessoa que eu mais adorava neste mundo. O meu avô, com um feitio muito especial, severo, resmungão é tudo características que eu herdei com muito gosto.
Foi um homem com H grande que me ensinou estar de olhos abertos nesta selva.

Beijinho


De Infiel a 30 de Setembro de 2007 às 20:57
Agora já sei que as garras são ancestrais!
Amigo Felino as tuas palavras levam-me a pensar na eutanasia, e se ela deverá ser legalizada Temos o direito de "brincar" com a Morte??? Libertar os que sofrem fisicamente? Mas quem nos garante que o maior sofrimento não virá depois dessa morte?
Depende do que cada um acredita

Um beijo


De FELINO a 30 de Setembro de 2007 às 22:26
Sim estava a pensar na eutanásia quando escrevi estas palavras que te deixei.
Acho que devia ser legalizada eu sou a favor. Não acho que estejamos a brincar com a morte, acabamos é com o sofrimento de muitas pessoas terminais e com o sofrimento de muitos familiares a verem os seus entes queridos a sofrerem. Sofremos sempre com a morte mas chegamos à conclusão que foi melhor assim. Pelo menos deixou de sofrer, é agonizante ver sofrer quem gostamos e estarmos de mãos atadas sem poder fazer nada, é horrível não achas?
Beijos


De Infiel a 30 de Setembro de 2007 às 23:50
Como tenho sido uma pessoa saudavel, não entendo como não se vence a doença Acredito que a doença fisica pode ser combatida com a vontade, ela é um somatorio de indecisões e de falta de vontade.....
Por outro lado tive a minha mãe que era um "poço" de doenças, por vezes dava-me muita raiva dela não as vencer mas, ela não conseguia! e assisti a horrorozas horas, dias e noites de sofrimento Inclusive pedi cocaina á medica para ela deixar de sentir dor A minha mãe pedia a Morte a cada minuto Mas daí a dar uma injeção letal para terminar com sua vida... nunca tive coragem, ultrapassava a minha responsabilidade
A morte chegou quando menos esperavamos
É horrivel ver alguem sofrer e sentimos-nos totalmente impotentes para minimizar o sofrimento mas... repito será que querems essa responsabilidade? eu recuso!



De FELINO a 1 de Outubro de 2007 às 09:45
Por vezes as doenças vencem-nos de tal maneira que ficamos tipo vegetal. Nesses casos pergunto a mim mesmo o que estamos cá a fazer a sofrer e ver os familiares a sofrerem.
Não! Eu não concordo. A Eutanásia tinha que ser com a aprovação do doente, isso era lógico não vá os familiares querem-se livrar desses doentes. Há infelizmente muitos doentes abandonados nos hospitais, quando agora à pouco tempo a minha sogra ficou internada a minha mulher teve que assinar montes de termos de responsabilidade. Mas eu penso assim e não quer dizer que concorde em certa maneira contigo em relação à tua mãe, desculpa-me de te fazer lembrar coisas do passado que queremos sempre esquecer.
beijinhos


De Infiel a 1 de Outubro de 2007 às 10:53
Cada vez que me recordo da minha mãe, recordo seu sofrimento fisico e a força que mesmo assim demonstrava, ela queria morrer porque as dores não a deixavam viver
Quando punha o adesivo com a droga, ela sorria e levantava-se e cozinhva e sentia-se feliz, durante alguns momentos por dia, ela vivia
Mesmo com as mãos tolhidas ela fazia tranças no meu cabelo e me deu mais amor que outro ser, jamais a esquecerei e o seu sofrimento ensinou-me a recusar a doença e a poder ser vencida pelas dores
Não quero sofrer como ela mas, ha sempre uma razão para tudo que acontece

Lares são depositos de idosos, que todos os dias chamam a Morte desejando viver
Ninguem quer morrer, todos querem viver condignamente

Morte é libertação dos que sofrem
Vida as ferias da Morte

Um beijo


De Espanto a 30 de Setembro de 2007 às 21:56
Olá, Infiel!

É muito doloroso perdermos quem mais amamos. Passei por vários momentos da minha vida em que a Morte espreitou, acenou ... Neste último ano, precisamente no mês de Outubro perdi o meu pai, de repente, mas os seus últimos dias foram terríveis para mim ... a integridade, a racionalidade degradou-se completamente! Há três meses, após uma angioplastia a minha mãe teve uma paragem cardíaca ao pé de mim ... recuperou ... mas tudo isto fez-me pensar, pensar muito sobre o sentido da minha própria vida!
Sempre reflecti muito sobre a vida, a morte, o que está para além disto tudo, se há vida para além da morte? Desde a minha adolescência .... simplesmente porque me sentia vazia!
Um beijo


De Infiel a 30 de Setembro de 2007 às 22:21
Ola Espanto
É extremamente doloroso perder alguem mas só passando por essa experiência podemos valoriza-la
Estes meus amigos desapareceram um por ano, nestes ultimos 4 anos
Entendo a tua dor e estamos a entrar nesse mês...
Desde a adolescência que eu também me deparo com as mesmas duvidas e interrogações e ainda não estou totalmente esclarecida!
Mas aprendi a aceitar e a perdoar, para mim foi muito importante e ajuda-me a viver tranquila, dia a dia
O que me dá mais tristeza são as pessoas que não valorizam a vida, e o momento único de a viver

Um beijo e obrigado







De Espanto a 1 de Outubro de 2007 às 20:22
Olá, Infiel!

Não tens que agradecer. A vida é feita de Morte e todos sabemos que um dia, mais cedo ou mais tarde, estaremos frente e frente com Ela. Mas a mim o que mais me assusta é o sofrimento, a dor, a perca da dignidade da vida humana ... sim isso é que me assusta ... perder a razão, a identidade, suportar dores atrozes!
A filosofia tem-me ajudado nesta procura, numa possível explicação. Aos 16, aos 18, aos 20 queria morrer, o suícidio passava-me todos os dias pela mente, fui aprendendo a comprende-la, a viver com ela até chegar a minha hora, mas um pouco mais feliz!

Um beijo


De Infiel a 2 de Outubro de 2007 às 02:41
Penso que todos nós, pelo menos uma vez pensamos ou tentamos o suicidio É terrivel a escuridão do poço, mas só la estando, entendemos o desespero que alguem pode sentir para atentar contra sua propria vida, Temos de encontrar a força para viver mais um dia e é tão dificil ... mas ha sempre alternativas para encarar a vida e sentir a beleza que é estar vivo!
Eu encontrei na religião "alternativa" a resposta ás minhas carências e á razão de existir, assim como no chamado esoterismo ou na astrologia pouco a pouco, quando menos esperava encontrava uma resposta, uma luz..
Houve uma altura na minha vida que eu só pedia a Deus para não deixar que elouquecesse, perdesse a noção de quem era
Mas tudo passa, até que um dia a Morte chega, escutei algures "a vida são as ferias da morte", gozemos então essas ferias que ela nos dá com muita luz e alegria, agradecendo mais um dia de vida neste corpo.
Um beijo com muito carinho


Comentar post

moi
ser Infiel é:

Subscribe to Infiel

sonhos e dissertações

Discos vinil saudoso som

Atraiçoada

Feliz e quente Natal

ja nasceu hehehehe

A Tabacaria de Alvaro de ...

velocidade

O Bob

a parvoice foi embora

cigarro procura-se

Luta de Titans 1ª semana

Ano do Tigre Dourado

Luta de Titans

cucu

o que me agrada

FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

Software para o Coração.....

Atraiçoada

Infiel

Palavras

Venha dai, está convidado...

Sexualidade feminina do s...

Gratidão....

Porque hoje é domingo - v...

Mario Quintana e o casame...

orgasmos mentais

Dezembro 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

encontrar neste blog
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais comentados
102 comentários
80 comentários
78 comentários
75 comentários
75 comentários
69 comentários
59 comentários
subscrever feeds