Terça-feira, 28 de Abril de 2009
divorcio

 

 

um casamento que dura 2/5/10/20/30 anos não pode quebrar de um dia para o outro

dia a dia as frustrações vão-se acumulando

e juntos não conseguem mais, encontrar soluções

até que um deles tem coragem para terminar uma situação social e valorizar o equilibrio pessoal

 

é dificil separarmo-nos de alguem com quem partilhamos uma vida

 

assusta a ideia de ficar só

resistimos á ideia de dividir bens

enfatizamos a opinião alheia

 

parece que o mundo terminou e que saltamos de um avião

em queda livre, sem paraquedas

 

mas a decisão está tomada e basta dar o primeiro passo

 

se existe outra pessoa, a ideia de ficar só não se pôe

excepto aquelas ideias pre-concebidas de que, um dia, alguem escutará "por ti, fiz isto ou aquilo"

 

por isso, tão importante tomar uma decisão por si mesmo e jamais por outra pessoa

sejemos responsaveis pelos nossos actos

 

mesmo depois de partilhar uma vida, experiências, emoções com outra pessoa, chega uma altura que, estar só é uma dadiva

o melhor caminho para conhecermos o nosso eu, as nossas necessidades e valor

 

só no silêncio escutamos o nosso eu e, quando o escutamos, agradecemos por, finalmente, conhecer o que somos e o que queremos

 

- cada separação é unica

mas o ponto comum é que ninguem tem o direito de impedir a outra pessoa de viver e sentir a vida, como deseja

tudo tem as suas consequências e com tudo aprendemos e recordamos quem somos

 

- negar sentir a vida é morrer

e ambos morrem numa relação apodrecida

 

 

 

 P.S - não me canso de repetir que as  mudanças, por mais medo que se tenha, são os melhores acontecimentos da vida

resistir ao que desejamos é limitar as nossas experiências como seres humanos, especiais e poderosos

 

- o casamento não me assusta, o divorcio tão pouco

aprendi que consigo superar, consideradas, adversidades da vida

estou só por opção, estou acompanhada por opção

é a minha vida e valorizo o momento

 

e só aprendi porque enfrentei os meus medos

e aceito as consequências dos meus actos

 

 

 

 

 


sinto-me: tranquila

escrito por Infiel às 04:23
link do post | adiciona se gostaste

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



mimos (74) & memoires
moi
ser Infiel é:

Subscribe to Infiel

sonhos e dissertações

Discos vinil saudoso som

Atraiçoada

Feliz e quente Natal

ja nasceu hehehehe

A Tabacaria de Alvaro de ...

velocidade

O Bob

a parvoice foi embora

cigarro procura-se

Luta de Titans 1ª semana

Ano do Tigre Dourado

Luta de Titans

cucu

o que me agrada

FLORES???? NÃO Á VIOLÊNCI...

Software para o Coração.....

Atraiçoada

Infiel

Desistir/Recomeçar

Palavras

Venha dai, está convidado...

Sexualidade feminina do s...

Gratidão....

Porque hoje é domingo - v...

orgasmos mentais

Dezembro 2011

Dezembro 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

encontrar neste blog
 
Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais comentados
102 comentários
80 comentários
78 comentários
75 comentários
75 comentários
69 comentários
59 comentários
subscrever feeds